[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

Vivo faz parceria com a FEI para criar centro de P&D

A Telefônica/Vivo anunciou uma parceria com o Centro Universitário da FEI na sétima edição da Campus Party, realizada em São Paulo. O objetivo é criar um novo centro de pesquisa, que deverá ser usado especialmente no desenvolvimento de projetos relacionados à Internet das Coisas e ao Firefox OS. O anúncio foi feito pelo presidente da empresa Antonio Carlos Valente.

A parceria com a universidade envolverá alunos de graduação, pós-graduação e iniciação científica, mas também garantirá bolsas de estudo para doutorandos e mestrandos. O centro de pesquisa já começará a funcionar neste primeiro semestre de 2014.

A empresa aproveitou a coletiva para anunciar dois novos aplicativos, sendo um para armazenamento e sincronização de dados na nuvem e outro para streaming de músicas. O primeiro, Vivo Sync, deverá concorrer com Dropbox e outros serviços similares, sendo exclusivo para clientes da operadora e oferecendo planos pagos.

As informações ficam guardadas em servidores nacionais, espalhados por diferentes estados. O Sync conta com versões para iOS, Android, BlackBerry e Symbian, com edições prometidas para Windows Phone e Firefox OS – sistema muito estimulado pela operadora – para breve.

O outro aplicativo, Vivo Música, lembra a iniciativa da TIM lançada no ano passado, com o app TIM Music. No caso da Vivo, há uma parceria com o Napster, que garante um acervo de 14 milhões de músicas para ser ouvido pelo smartphone, tablet ou navegador – de forma similar ao que acontece com os já consagrados Deezer, Rdio e Spotify.

(Info Exame)

Fonte: www.anpei.org.br

REDES SOCIAIS_