[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
Agricultura Regenerativa: uma perspectiva de modelo de negócio circular
DIRETO DO BLOG
Lançamento em breve do livro "Catalisando a Economia Circular"!
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

Núcleo de Gestão

A Escola de Química é a mais tradicional unidade de ensino de Engenharia Química do país.
A Engenharia Química nacional nasceu na Escola de Química e dela originou-se a COPPE, através do Programa de Engenharia Química, montado com professores e alunos da Escola de Química. A Escola de Química cresceu muito nos últimos anos, criando seu próprio Programa de Pós-graduação, atendendo com esse várias linhas de pesquisa características da Engenharia Química.

Entre elas, destaca-se a Química Verde. A tradição da Escola de Química em pesquisas sobre transformações de biomassa e Catálise, dois dos doze princípios da Química Verde, gerou um dos mais fortes núcleos em Química Verde no país, o qual contempla áreas diversas tais como:
– Processos biotecnológicos
– Enzimas e catalisadores biológicos
– Catalisadores específicos para a conversão de biomassa
– Novos materiais e compósitos a partir de fontes renováveis
– Caracterização de biomassa

A Escola de Química, dispondo de um núcleo de projetos em Química Verde que recebeu nos últimos 3 anos dotações superiores a 30 milhões de reais em parcerias com empresas, decidiu que era tempo de constituir um núcleo de Gestão de Projetos. Para tal, valeu-se da expertise de sua equipe de Gestão Tecnológica, uma das áreas mais fortes da Escola de Química, que já produziu 348 teses de doutorado, 887 dissertações de mestrado acadêmico e 83 dissertações de mestrado profissional. Tal competência acumulada em Gestão dificilmente se encontrará em qualquer outro núcleo de Química no Brasil.

REDES SOCIAIS_