[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
Lançamento em breve do livro "Catalisando a Economia Circular"!
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

Ineos Styrolution reforça estratégia de estirênicos nas Américas

A empresa Ineos Styrolution, uma das principais fabricantes mundiais de estirênicos, planeja expandir a planta da empresa em Altamira (México), respondendo à crescente demanda na região das Américas. A empresa somará quase 20 mil toneladas na sua capacidade anual de produção das resinas ABS (Acrilonitrila butadieno estireno) e ASA (acrilonitrila estireno acrílico). A expansão permitirá que os clientes se beneficiem de maior flexibilidade de produção por parte da empresa, que poderá adaptar a fabricação dos polímeros de acordo com a demanda dos clientes.

O crescimento da necessidade desses polímeros é observado principalmente nos setores automotivo, construção civil, doméstico, brinquedos, esportes e lazer, e segue a tendência observada por análises de mercado feitas para a região. A partida da nova capacidade está prevista para o primeiro trimestre de 2018, e resultará em uma capacidade total de produção de copolímeros em Altamira de aproximadamente 18 mil toneladas.

Segundo a diretoria da Ineos Styrolution nas Américas, a expansão da planta permitirá que a empresa cresça junto com os seus clientes e seja capaz de fornecer um nível de serviço de acordo com a expectativa do mercado, que segundo ele se comporta de maneira altamente dinâmica.

A Ineos Styrolution, uma joint venture da empresa suíça INEOS e da empresa alemã Styrolution, emprega no total 3.100 pessoas em 15 plantas distribuídas pelo mundo, e registrou vendas de quase US$ 5,4 bilhões em 2015.

Fonte: MaxiQuim

REDES SOCIAIS_