[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
Agricultura Regenerativa: uma perspectiva de modelo de negócio circular
DIRETO DO BLOG
Lançamento em breve do livro "Catalisando a Economia Circular"!
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

Produtos plásticos são destaques nos Jogos Olímpicos Rio 2016

O uso de plásticos é destaque nos Jogos Olímpicos Rio 2016, com diversas aplicações, como nas esculturas do evento, nos gramados artificiais, equipamentos esportivos e até nas fitas das medalhas. E a sustentabilidade, tanto na utilização de matéria-prima reciclada quanto em projetos de reciclagem dos resíduos gerados, é um fator de destaque no evento. Um dos exemplos são as fitas das medalhas dos Jogos Olímpicos Rio 2016 no Brasil, que são de plásticos onde metade da matéria-prima é proveniente de garrafas recicladas.

Um dos projetos apresentados foi a escultura de plástico denominada Plastic Madonna, uma Madonna feita com 5 mil garrafas de plástico, recolhidas no Rio de Janeiro. O projeto foi desenvolvido pelo artista brasileiro Eric Fuly, com base no desenho do artista holandês Peter Smith. A Plastic Madonna ficou em exposição na Praia de Botafogo, no Rio, com a intenção de trazer a consciência para a poluição de plástico nos oceanos. E até o final dos jogos olímpicos, uma escultura dos anéis olímpicos, que utilizou cerca de 143 toneladas de garrafas plásticas recicladas na sua produção, ficará exposta na praia de Copacabana.

A Dow é a fornecedora das tecnologias para diversos projetos ligados aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Além de tecnologias para o local dos jogos, gramados artificiais, construção de instalações olímpicas, transporte e infraestrutura da cidade-sede, a Dow é parceiro do Comitê Olímpico Rio 2016 em um programa inédito de mitigação de carbono na América Latina.
Para mitigar 500 mil toneladas de CO2 equivalentes relativos à organização e entrega dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos e gerar benefícios climáticos adicionais de 1,5 milhão de toneladas de CO2 equivalentes, referentes a emissões indiretas dos Jogos, a Dow implementou cinco projetos estratégicos nas áreas de agricultura, infraestrutura e indústria. Entre os projetos estão a adoção de tecnologias para a produção de embalagens, que geram uma economia de 15% a 25% na matéria-prima; e a utilização de painéis termoisolantes de PU na construção civil, para reduzir o consumo de energia.

Além disso, o plástico tem um papel de destaque nos Jogos Paraolímpicos. Atualmente, a maioria dos atletas paraolímpicos usam próteses de plásticos e fibra de carbono. A Braskem patrocina desde setembro de 2015 a Seleção Brasileira de Paratletismo e o velocista biamputado Alan Fonteles.

A Secretaria de Estado do Ambiente do RJ pretende divulgar em seu site o Placar da Reciclagem, que mostrará quantas toneladas de materiais recicláveis estão sendo recolhidas por dia nas quatro arenas que integram o Projeto de Reciclagem Inclusiva: Catadores nos Jogos Rio 2016. A iniciativa faz parte do Programa de Reciclagem nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos.

Fonte: MaxiQuim

REDES SOCIAIS_