[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
Lançamento em breve do livro "Catalisando a Economia Circular"!
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

Cresce demanda de produtos químicos de uso industrial

Os principais índices de volume do segmento de produtos químicos de uso industrial registraram resultados positivos em agosto, na comparação com julho, segundo apuração da Abiquim.

A produção subiu 5,96%, melhor nível desde março, mas ficou 9,21% abaixo do patamar de agosto de 2018, tendo sido o quinto recuo mensal consecutivo na comparação com o ano anterior. O índice de vendas internas subiu 1,03% sobre julho, mas ficou abaixo 10,85% sobre agosto de 2018, terceiro resultado consecutivo negativo nessa comparação. Já a demanda interna, medida pelo CAN (consumo aparente nacional), que mede a produção mais importações menos as exportações, cresceu 7,4% em agosto deste ano, mas ficou 8% abaixo do resultado de agosto de 2018, sexto recuo consecutivo. O nível de utilização da capacidade instalada alcançou 70% em agosto, registrando melhora em relação ao mês anterior, quando foi de apenas 65%, mas ficou expressivos onze pontos abaixo do nível de operação de agosto do ano passado.

No acumulado de janeiro a agosto de 2019, sobre igual período do ano anterior, os resultados foram negativos e se intensificaram: o índice de produção caiu 4,32%, o de vendas internas teve recuo de 1,96% e o CAN apresentou declínio de 6,4%. A taxa de utilização da capacidade instalada ficou em 70%, sete pontos abaixo da registrada em igual período do ano passado, mantendo a ociosidade recorde de 30%, nível considerado inadequado para os padrões de produção em regime de processo contínuo do setor químico.

“Os números foram positivos em agosto, mas foram percebidos sobre uma base negativa de comparação dos meses anteriores e estão muito abaixo dos resultados alcançados em igual mês do ano passado. Portanto, ainda que as expectativas e perspectivas sejam positivas, a melhora é tímida e insuficiente para reverter os acumulados negativos dos meses anteriores”, avalia a diretora de Economia e Estatística da Abiquim, Fátima Giovanna Coviello Ferreira.

Nos últimos 12 meses, até agosto de 2019, sobre igual período imediatamente anterior, o índice de produção foi negativo em 5,22%, enquanto o de vendas internas exibiu recuo de 3,94%, enquanto o CAN apresentou declínio de 6,4% e a ocupação das plantas foi de 73% na média dos últimos 12 meses.

REDES SOCIAIS_