[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
Lançamento em breve do livro "Catalisando a Economia Circular"!
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

NASA adquire combustível renovável da Gevo

Gevo anunciou este mês que a NASA (National Aeronautics and Space Administration) comprou seu combustível renovável Alcohol-to-Jet Fuel (ATJ) para uso na aviação pelo NASA Glenn Research Center, localizado em Cleveland, Ohio, EUA.

O combustível ATJ da Gevo é fabricado em sua biorrefinaria localizada em Silsbee, Texas, utilizando isobutanol derivado de fonte renovável. O isobutanol é produzido na planta da Gevo em Luverne, Minnesota, que é operada em conjunto com a South Hampton Resources, onde a Gevo também produz paraxileno e isooctano derivados de fontes renováveis.

Desde a sua fundação, a NASA dedica-se ao avanço da aeronáutica e tecnologias espaciais. Ao longo dos últimos anos, a NASA estuda os efeitos dos biocombustíveis alternativos sobre o desempenho do motor, as emissões e rastros gerados por aeronaves em altitudes normalmente voadas por aeronaves comerciais. Os resultados de testes recentes mostraram que uma mistura de combustível renovável e combustível de aviação proporciona emissões reduzidas em comparação com o uso de combustível de jato padrão, sem afetar as operações de voo.

O combustível ATJ patenteado pela Gevo foi projetado para ser totalmente compatível com as especificações dos combustíveis de aviação e proporcionar igualdade de desempenho e compatibilidade do motor. Através de teste com parceiros como a Lufthansa e os militares dos EUA, a empresa espera certificar o combustível e acelerar a sua comercialização em grande escala.

Neste mês Gevo também anunciou que Praj Industries Limited assinou um memorando de entendimento MOU para se tornar um licenciado Gevo autorizado a produzir isobutanol renovável utilizando cana-de-açúcar em usinas de etanol. De acordo com o MOU, Praj compromete-se a produzir o isobutanol renovável em usinas de etanol, atingindo uma capacidade de 250 milhões de litros, ao longo dos próximos dez anos. Gevo irá comercializar o isobutanol produzido pela Praj.

Praj é uma empresa global que oferece soluções de processos para agregar valor a instalações de etanol derivado de cana-de-açúcar, cervejaria, sistemas de tratamento de água e esgoto, etc. Também está previsto no MOU que Praj contribuirá com serviços de engenharia e equipamentos para expandir a capacidade de produção de isobutanol, melhorar o rendimento e otimizar o consumo de energia na planta da Gevo em Luverne, Minnesota, EUA.

Fonte: MaxiQuim

REDES SOCIAIS_