[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
Lançamento em breve do livro "Catalisando a Economia Circular"!
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

Cinco usinas de milho devem ficar prontas em 2020; não há previsão para unidades de cana

As 18 usinas de etanol atualmente em construção poderiam acrescentar 9,29 milhões de litros diários à oferta. Porém, esse volume não estará disponível tão cedo.

Do total de unidades em construção, apenas sete afirmaram à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) que têm prazo para a conclusão das obras. Com elas, a oferta extra somaria pouco menos da metade do volume previsto, 4,62 milhões de litros, entre etanol anidro e hidratado.

Além disso, o cenário demostra que o etanol de milho domina os novos empreendimentos. Apesar de existirem usinas de etanol de cana-de-açúcar em construção, não há perspectiva de que qualquer uma delas seja concluída nos próximos anos.

Conforme a ANP, a previsão é enviada pelas próprias usinas e pode sofrer alterações. Além disso, a entidade ressalta que as companhias estão dispensadas da autorização de construção das unidades, de acordo com a resolução ANP nº 734/2018, porém é obrigatória a obtenção de Autorização de Operação junto à agência após a construção.

Segundo a ANP, estão em construção 18 usinas: dez de milho, seis de cana-de-açúcar, uma flex e uma de soja. Das que usarão milho como matéria-prima, cinco estão previstas para serem finalizadas ainda em 2020, sendo que quatro devem ser concluídas até julho.

Ainda assim, nem todas as unidades supostamente em construção têm data de início ou término informada.

REDES SOCIAIS_