[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

R$40 milhões em duas usinas solares

A GreenYellow vai investir R$ 40 milhões em duas novas usinas solares nos municípios de Penápolis e Barbosa, a cerca de 570 km de distância da capital paulista, que somadas, terão 10 MWp de potência instalada.

“As duas novas unidades que serão instaladas no Estado de São Paulo praticamente dobram nossa capacidade de produção no país e posiciona a empresa como um dos grandes grupos do Brasil na produção de energia limpa e na gestão de projetos de eficiência energética. Estamos felizes em anunciar esse investimento em São Paulo e contribuir para a ampliação da infraestrutura energética e na diversificação da matriz estadual e nacional”, disse em nota Pierre-Yves Mourgue, presidente companhia no Brasil.

A InvestSP, Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade, assessorou a GreenYellow desde o início dos dois projetos, dando assistência na área ambiental e infraestrutura. “Os projetos das usinas da GreenYellow são classificados internamente como economia verde. Esse é apenas um exemplo do que esse setor pode trazer de investimentos para São Paulo e demonstram todo o potencial que o Estado tem para oferecer as condições necessárias para que outras iniciativas semelhantes cheguem por aqui”, disse Wilson Mello Neto, presidente da InvestSP.

No Brasil desde 2013, a GreenYellow administra 900 projetos de eficiência e possui 9 usinas de energia solar construídas na modalidade de geração distribuída.

REDES SOCIAIS_