[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
Lançamento em breve do livro "Catalisando a Economia Circular"!
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

OPEP assina acordo preliminar para a redução na produção de petróleo

A Organização dos países Exportadores de Petróleo (OPEP), responsável por 40% da extração de petróleo mundial, aprovou acordo preliminar, no dia 28 deste mês, que vai reduzir a produção de petróleo para uma faixa entre 32,5 milhões a 33 milhões de barris/dia. Todavia, o acordo só será efetivado no próximo encontro previsto para o dia 30 de novembro.

O acordo foi visto positivamente pelo mercado de ações, o índice de energia do S&P 500 teve alta de 4,5%, com a ConocoPhillips em alta de 7%, a ExxonMobil com ganho de 4,4% e a Chevron com alta de 3,2%.

O acordo marca uma nova fase nas relações entre os países membros da OPEP, que já levaram ao fracasso de outra proposta de redução de produção, há alguns meses.

Após o acordo o preço do petróleo Brent subiu rapidamente atingindo, hoje, máxima de US$ 50,39.

Fonte: MaxiQuim

REDES SOCIAIS_