[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

Odebrecht avança no Caribe

A Odebrecht Engenharia & Construção (OEC) avança na construção da termelétrica de Punta Catalina, na República Dominicana. Essa semana a Unidade I do projeto iniciou a geração de energia e começou a injetar 36,5 megawatts (MW) no sistema elétrico do país caribenho. Quando concluída será responsável por um incremento de até 35% na produção de energia dominicana, com capacidade de gerar até 720 MW. A operação comercial da Unidade I está prevista para maio.

O megaprojeto é desafiador para a construtora por reunir frentes de engenharia básica e detalhada; fornecimento de equipamentos e materiais; obras civis, marítimas e de montagem eletromecânica. Hoje são quase 4 mil integrantes dedicados ao projeto e no pico da obra chegou a reunir um contingente com mais de 10 mil trabalhadores. O projeto é financiado pelo governo dominicano e pela agência de exportação de bens e serviços italiana.

A OEC segue apostando na reposição de seu portfólio fora do Brasil para voltar a crescer. Nos últimos meses foi vencedora de contratos nos Estados Unidos – aditivo de contrato na obra do aeroporto de Miami, e construção do metrô do Panamá. Desde 2015, início das investigações da Lava Jato, as obras da empresa no exterior renderam US$ 714 milhões em faturamento para a OEC.

REDES SOCIAIS_