[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

Mitsui anuncia aumento global na capacidade de compostos de PP

A empresa japonesa Mitsui Chemicals declarou recentemente que planeja acrescentar 50 mil toneladas a sua capacidade de produção de compostos de polipropileno em suas fábricas na América do Norte, Índia e Europa, para atender a demanda da indústria automotiva.

Em um comunicado oficial semana passada, a empresa e sua joint venture, Prime Polymer, afirmaram que pretendem adicionar duas linhas de produção em sua fábrica nos Estados Unidos, uma linha na planta de Aguascaliente, no México, e uma linha na unidade de Neemrana, na Índia. A empresa não deu maiores detalhes, afirmando somente que as linhas estarão em operação em julho de 2017. A empresa, que tem sede em Tóquio, disse que a demanda irá crescer principalmente para peças mais leves que não precisam de pintura, como para-choques e painéis.

Globalmente, a Prime Polymers, que é 65% detida pela Mitsui e 35% pela Idemitsu Kosan, tem uma capacidade de produção de 1 milhão de toneladas anuais. Ainda, em seu comunicado ao mercado, a empresa relevou que o planejamento é que a capacidade irá crescer 30 mil toneladas na América do Norte, ,15 mil toneladas na Índia, e 5 mil toneladas na Europa.

Fonte: MaxiQuim

REDES SOCIAIS_