[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

Clariant amplia capacidade de produção de masterbatches no México

A Clariant, uma das líderes mundiais em especialidades químicas, com sede na Suíça e mais de 100 unidades industriais e comerciais espalhadas nos cinco continentes, continua sua  forte política de expansão e inovação. A empresa acaba de anunciar a ampliação de sua capacidade produtiva de masterbatches no México., fazendo jus a sua posição de importante fornecedor mundial de masterbatches de cor e de aditivos, atendendo às indústrias de embalagens, utilidades domésticas, brinquedos, fibras, componentes para automóveis, entre outros segmentos.

Este mês, a Clariant anunciou a ampliação de sua capacidade produtiva de masterbaches na unidade de Santa Clara, México. Através de investimentos na modernização de sua infraestrutura e aquisição de novos equipamentos, a companhia espera alcançar um aumento de 30% na produção.

Com a expansão desta unidade, a empresa visa acompanhar a demanda por concentrados de cor para a fabricação de plásticos no país, que vem apresentando acentuado crescimento em vários setores. O México é um elemento-chave de suas operações na América Latina, considerada uma região estratégica para a empresa e que tem recebido grandes investimentos nos últimos anos. No entanto, a repercussão deverá ir muito além, já que muitos de seus clientes são exportadores, principalmente para os Estados Unidos.

Segundo a diretoria da empresa, o México é considerado um mercado estratégico e, portanto, além da ampliação de capacidade da planta de Santa Clara, o investimento também servirá para aumentar a versatilidade da empresa com a aquisição de equipamentos de laboratório, que servirão para desenvolver – em conjunto com os clientes – novas soluções customizadas para a indústria.

Fonte: MaxiQuim

REDES SOCIAIS_