[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
Agricultura Regenerativa: uma perspectiva de modelo de negócio circular
DIRETO DO BLOG
Lançamento em breve do livro "Catalisando a Economia Circular"!
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

AkzoNobel vai investir 80 milhões de euros para insumos à Suzano

                                                                    A AkzoNobel, uma das maiores fornecedoras mundiais de especialidades químicas e tintas e vernizes, vai investir 80 milhões de euros (R$ 176 milhões) na instalação de uma “ilha química” dentro da fábrica que a Suzano Papel e Celulose está construindo no Maranhão.

     O aporte corresponde ao segundo maior investimento realizado pela AkzoNobel nos 12 últimos meses e está alinhado à estratégia do grupo de dobrar as receitas no Brasil, para 1,5 bilhão de euros, até 2015.

     Conforme o grupo, a ilha, que compreende uma unidade de insumos que fica instalada dentro de um complexo fabril, será operada pela Eka Chemicals, empresa da Akzo para a área de papel e celulose.

     O acordo, com prazo de 15 anos, prevê fornecimento, armazenamento e manipulação de todos os produtos químicos necessários à operação da nova fábrica, que está sendo construída no município de Imperatriz. A unidade terá capacidade de produção de 1,5 milhão de toneladas por ano e inicia as atividades no fim de 2013.

      “A demanda futura de papel e celulose na América Latina e China deve aumentar substancialmente na próxima década, e esses investimentos asseguram nossa participação neste crescimento”, afirma em nota o o gerente geral de Papel e Celulose da Akzo, Ruud Joosten.

     A Eka Chemicals opera fábricas de produtos químicos de branqueamento em Eunápolis (BA), Jacareí (SP), Rio de Janeiro (RJ), Três Lagoas (MS) e Jundiaí (SP). No país, a AkzoNobel emprega mais de 2,7 mil funcionários e suas receitas totalizaram 850 milhões de euros em 2010.

Fonte: Valor

REDES SOCIAIS_