[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
Lançamento em breve do livro "Catalisando a Economia Circular"!
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

MME faz levantamento de potencial de empregos em eficiência energética

A Tabela descreve os resultados da quantificação dos empregos atuais em EE calculados pelo método bottom-up, tanto em FTE quanto em número de pessoas, e, quando possível, divididos em nível superior ou técnico.


O Brasil pode gerar mais de 1 milhão de empregos, diretos e indiretos, na área de eficiência energética (EE) até 2030 segundo estudo desenvolvido pelo Ministério de Minas e Energia (MME) em parceria com o governo da Alemanha, a fim de apresentar o atual cenário do setor no país e o potencial de geração de vagas dedicadas a EE na próxima década. A projeção foi obtida considerando-se um cenário em que o país consiga atingir a meta estabelecida no Acordo de Paris, firmado em 2015. Em sua Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC), o governo assumiu compromissos como o aumento da participação de fontes renováveis em sua matriz energética e a promoção em 10% da eficiência energética no setor elétrico. Mas a análise do MME demonstra que o país precisa de novas inciativas do mercado, programas de capacitação e políticas efetivas, se quiser se desenvolver no setor de eficiência energética nos próximos anos.

A demanda por capacitação em EE pode ser estimada em 30 a 60 mil profissionais atualmente, correspondendo a cerca de 11 mil postos de trabalho (FTE) sendo que as maiores oportunidades de capacitação estão nas indústrias e edificações, sendo no mínimo 25% com nível superior completo.

No entanto, o impacto da EE na geração de empregos vai muito além dos empregos efetivamente em projetos de EE, incluindo 122 mil FTE em empresas de fabricação, transporte e venda de produtos eficientes, 237 mil FTE gerados por efeitos indiretos e 48 mil por efeitos induzidos. Dentre os empregos gerados, 31% são diretos e 69% são indiretos ou induzidos, ou seja, uma proporção de 1,26 empregos indiretos ou induzidos para cada emprego direto.

Se o Brasil tem atualmente 130 a 140 mil empregos diretos (FTE) no setor de EE, sendo 11 mil em atividades específicas de planejamento a execução de projetos de EE, precisaria ter, em 2030, para atingir a NDC brasileira, 390 a 450 mil empregos diretos (FTE), sendo 62 mil capacitados no planejamento até execução de atividades de EE. Isso significa que a demanda por profissionais qualificados em atividades de EE pode aumentar numa ordem de 5 a 6 vezes nos próximos 12 anos em relação ao nível atual. Considerando os empregos em toda a economia, a tendência é que para atingir a NDC, a demanda deve triplicar entre 2016 e 2030. Ou seja, políticas efetivas para promover a EE visando a NDC têm alto potencial de gerar empregos.

Você encontra o estudo completo no link:
http://www.mme.gov.br/documents/10584/0/Empregos-EE_28022019+%28002%29.pdf/37fed53b-61fb-429b-bf4d-c9432ac44b5b

REDES SOCIAIS_