[Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ] [Escola de Química - UFRJ]
DIRETO DO BLOG
Agricultura Regenerativa: uma perspectiva de modelo de negócio circular
DIRETO DO BLOG
Lançamento em breve do livro "Catalisando a Economia Circular"!
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular no Cenário do COVID-19
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Chemical Leasing,
um olhar na Química Verde e na Sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
Núcleo de Estudos Industriais e Tecnológicos - UFRJ

centro de excelência na área de Gestão da Inovação, Inteligência Competitiva,
Prospecção Tecnológica e Monitoramento Tecnológico e Mercadológico

DIRETO DO BLOG
O Setor de Borracha na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Políticas públicas voltadas para Economia Circular:
Um olhar sobre as experiências na Europa e na China
DIRETO DO BLOG
Iniciativas de Economia Circular na Indústria do Aço
DIRETO DO BLOG
Potencial do Biogás no Gerenciamento de Resíduos
e Sua Inserção na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Cadeias Produtivas e Governança
no Contexto da Economia Circular
DIRETO DO BLOG
Uma Visão dos Modelos de Negócios Circulares
DIRETO DO BLOG
Princípios, perspectivas e aplicação
do Chemical Leasing nos processos
de produção visando a sustentabilidade
DIRETO DO BLOG
A Economia Circular Além dos Horizontes
DIRETO DO BLOG
Logística Reversa na Economia Circular
DIRETO DO BLOG
A Simbiose Industrial além das fronteiras
previous arrow
next arrow
Slider

Capacidade instalada de usinas eólicas aumenta no Brasil

Dados divulgados no primeiro Boletim das Usinas Eólicas, que passará a ser divulgado mensalmente pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), apontou que a capacidade instalada de parques eólicos em operação comercial no Brasil somou 2.181 MW no final do ano de 2013, um acréscimo de 18% em comparação com 2012. No período o número de usinas saltou de 76 para 90.

O maior aumento da capacidade instalada em 2013 foi na região Nordeste, atingindo 67% da capacidade total de eólica do país, esse total é proveniente de 60 usinas que são capazes de gerar 1.451 MW. A região Sul possui 29 usinas com capacidade total de 703 MW, enquanto que o Sudeste possui apenas uma usina capaz de gerar 28 MW.

Os parques eólicos brasileiros possuem fatores de capacidade superiores aos registrados em países com maior capacidade instalada, ressalvada a diferença na base comparativa segundo dados do Wind 2012 Annual Report. No Brasil em dezembro de 2013, o fator de capacidade médio das eólicas foi de 36%, ficando a frente de países como os Estados Unidos (33%), Espanha (24%), Alemanha (19%) e China (18%) em relação à produtividade dos parques eólicos.

Fonte: MaxiQuim – www.maxiquim.com.br

REDES SOCIAIS_